Menu fechado

Atenção! Possível greve em São Paulo e Guarulhos

Segundo o Sindmotoristas, que representa motoristas e cobradores de ônibus em São Paulo, Greve Sanitária ou “lockdown do sistema de transporte” é prevista para amanhã (terça-feira 20) e acontecerá em ônibus de São Paulo e Guarulhos a partir das 0h e com duração de, pelo menos, 24h. Os funcionários do transporte reivindicam um posicionamento do governo estadual sobre a vacinação contra a Covid-19 dos profissionais da área, expostos à doença durante todo o período de pandemia.

Trabalhadores do metrô estão em uma assembleia virtual, desde as 19h desta segunda, para definir se aderem à paralisação juntamente com o transporte rodoviário e a CPTM.

Na terça-feira (27) da próxima semana pode ser a vez das linhas 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade da CPTM paralisarem por tempo indeterminado. Os trabalhadores da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) reivindicam, além da vacinação, reajuste salarial e participação nos lucros.

O secretário dos transportes metropolitanos, Alexandre Baldy, anunciou que os profissionais do transporte nas operadoras gerenciadas pelo estado serão vacinados. De acordo com o titular da pasta em um vídeo, a imunização deve ser iniciada no dia 11 de maio.

“O governo tomou a decisão de a partir de 11 de maio, vacinar todos os operadores dos trens para que nós tenhamos toda frota operando para transportar a todos vocês, profissionais da saúde, da segurança pública, professores. Também estaremos vacinando trabalhadores das operações, aqueles que estão nas estações como operador, aqueles que estão como segurança e aqueles que estão para a limpeza, a higienização de todas as superfícies das pessoas que tocam a todo momento.”, disse Baldy.

José Valdevan de Jesus Santos, presidente do Sindmotoristas, por sua vez, afirmou “Já tivemos muita paciência. Foram muitos protocolos, pedidos, reportagens, inclusive na TV, e até agora o poder público segue fazendo vista grossa às condições dos ônibus superlotados”. A greve só não ocorrerá caso o governo estadual anuncie alguma mudança em seu plano de imunização, diz o presidente do sindicato.

Compartilhe:

Comentários enviados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *