Menu fechado

Comércio de BH está fechado desde sábado (06/03)

Diante do avanço da taxa de transmissão por infectado e da ocupação de UTIs e enfermarias em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) fechou mais uma vez o comércio da capital mineira a partir das 14h do último sábado (6/3). A decisão foi comunicada na tarde desta sexta-feira (5/3), em pronunciamento na sede da PBH. 

Dessa maneira, apenas os serviços essenciais vão funcionar em Belo Horizonte, como supermercados, padarias, postos de combustível, drogarias etc.  “Os números podem me dizer se é uma semana ou um mês (de fechamento). Nós temos uma metodologia e vamos continuar seguindo”, disse Kalil.

É a quarta vez que a prefeitura impõe restrições na cidade por causa da pandemia. A primeira medida foi em março de 2020, depois em junho, em janeiro deste ano e agora.

Uma das razões que motivaram mais um fechamento do comércio em Belo Horizonte foi a taxa de ocupação de UTI. Ela chegou a 81% nesta sexta-feira (5). Já são 116.419 casos confirmados e 2.815 mortes por Covid-19.

Outro fator destacado pelo Comitê de Enfrentamento à Epidemia da COVID-19 da prefeitura é o aparecimento de novas variantes do coronavírus em Belo Horizonte. De acordo com o infectologista Unaí Tupinambás, pesquisadores já detectaram três mutações na cidade. Apenas a da África do Sul ainda não foi mapeada em BH. 

Transporte durante a pandemia

Apesar das medidas de restrição e mesmo com a operação mantida, ainda é possível ver alguns ônibus circulando lotados por BH. Para registrar o que acontece no seu transporte utilize a função de Reportes no app da Quicko. É só clicar na sua linha e em seguida clicar em “Algum problema com essa linha?” e registrar qual problema você está observando.

Compartilhe:

Comentários enviados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *