Menu fechado

Dia mundial sem carro: MetrôRio lança desafio aos clientes e deve plantar mil sementes de árvores da Mata Atlântica em comunidades da Zona Norte

O MetrôRio vai realizar um desafio para mobilizar a população carioca em prol de uma causa muito importante: o meio ambiente. Na quarta-feira (22/09), Dia Mundial Sem Carro, a cada 500 embarques de passageiros, a concessionária vai plantar uma semente de árvore nativa da Mata Atlântica em comunidades da Zona Norte, que ficam no entorno do metrô, principalmente na região da Grande Pavuna. A expectativa da empresa, com a mobilização dos clientes, é chegar ao fim do dia com mil espécies a serem semeadas nas localidades escolhidas. A ação tem como objetivo incentivar o uso do transporte público, que é uma maneira de contribuir para o meio ambiente, e ainda estimular a reflexão sobre o uso excessivo de automóveis.

A organização, sem fins lucrativos, que atua desde 2004 na promoção do voluntariado e no apoio à gestão de projetos sociais de outras organizações do Terceiro Setor, conta com biólogos e técnicos especializados que ficarão responsáveis pelo estudo do solo, escolha das sementes adequadas para cada localidade e o plantio. A previsão para começar o trabalho é o fim de outubro.

Além de ajudar no combate ao aquecimento global, o plantio nas comunidades é muito importante porque as árvores ajudam a reduzir a erosão e a degradação do solo e ainda contribuem para evitar enchentes.
Uso de metrô, alternativa sustentável

Optar pelo uso do metrô é uma alternativa que contribui e muito para o meio ambiente. O modal emite cerca de 15 vezes menos gases do efeito estufa em relação ao carro de passeio, por exemplo. A capacidade do metrô é outro fator importante. Cada composição, composta por seis vagões, corresponde, em número de passageiros, a 23 ônibus convencionais ou a 1.200 carros particulares (levando em conta a estimativa de ocupação média de 1,5 passageiro por veículo de passeio). 

Assim, apenas em 2020, o MetrôRio evitou a emissão líquida para a cidade do Rio de Janeiro de aproximadamente 24 mil toneladas de CO2, o que corresponde, em volume, a 69 estádios do Maracanã, comprovando os benefícios ambientais em sua operação.

Fonte: MetrôRio

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *