Menu fechado

Mudança nas restrições em Porto Alegre

Ônibus convencionais podem ter 10 pessoas em pé e os articulados, 15. Academias podem receber uma pessoa a cada 16 metros quadrados

Os ônibus municipais de Porto Alegre voltam a poder transportar passageiros em pé, mas com limitação.

A medida faz parte das regras anunciadas pela prefeitura neste sábado, 10 de abril de 2020, seguindo a Bandeira Vermelha determinada pelo governo do Estado no plano de contenção à covid-19.

De acordo com nota no portal da prefeitura, os ônibus convencionais, além da ocupação de todos os assentos, podem transportar até 10 pessoas em pé. Já os modelos articulados, estão autorizados e ter ocupação total de banco e mais 15 pessoas em pé.

A publicação traz outras normas com flexibilizações que já estão em vigor.

Entre as novas regras, estão missas e cultos com até 25% da capacidade e restaurantes apenas para refeições.

As academias podem funcionar desde que com o limite máximo de uma pessoa para 16 metros quadrados.

Veja os principais pontos:

Transporte coletivo – Limite de passageiros transportados em cada veículo será o número de assentos e até 10 passageiros em pé em ônibus comuns e 15 em ônibus articulados. Obrigatório uso de máscara cobrindo boca e nariz. Vedado retirar ou baixar a máscara no interior do veículo.

Supermercados, farmácias e serviços essenciais: Permitido todos os dias. Pode receber clientes presencialmente sem restrições de horário, desde que com restrições de distanciamento.

Mercado Público – Permitido todos os dias. Pode receber clientes presencialmente sem restrições de horário, desde que com restrições de distanciamento.

Restaurantes, lanchonetes, bar, sorveteria – Permitidosomente para refeições. Proibido happy hour. Segunda a sexta-feira: das 5h às 22h, pode receber clientes presencialmente, com restrições. Ingresso até as 22h e saída até as 23h. Das 22h às 5h, somente delivery. Sábado, domingo e feriado permitido das 5h às 15h. Pode receber clientes presencialmente, com restrições. Ingresso até as 15h e saída até as 16h. Das 15h às 20h, o atendimento pode ser feito por delivery e pegue e leve. Das 20h às 5h, somente delivery.

Comércio não essencial – Permitidotodos os dias, das 5h às 20h. Pode receber clientes presencialmente, desde que com restrições de distanciamento. Das 20h às 5h, somente delivery.

Feira livre de comércio não essencial – Permitido comércio de produtos não essenciais em feiras livres, com distanciamento de 3 metros entre barracas, controle de acesso e de fluxo de acesso às bancas.

Academias – Permitido todos os dias das 5h às 22h. Limite máximo de uma pessoa para 16 metros quadrados.

Academias, piscinas em clubes e condomínios – Permitido uso exclusivo para atividade individual. Limite máximo de uma pessoa para 16 metros quadrados.

Esportes individuais ou em dupla – Autorizados os jogos de no máximo quatro pessoas, sem contato, sem público, com agendamento prévio e intervalo mínimo de 15 minutos entre os jogos para higienização.

Missas e cultos – Limite máximo de 25% da capacidade.

Praias, praças e parques – Vedadapermanência. Permitido apenas circulação e realização de exercícios físicos.

Indústria e construção civil – Lotação máxima de 75% lotação de trabalhadores.

Cinemas, drive-in, feiras, congressos, eventos sociais e corporativos, festas, festejos e procissões – fechados.

Clubes sociais e esportivos – Fechadasáreas comuns para lazer.

Condomínios – Áreas comuns fechadas.

Salão de beleza, barbeiro e estéticas – Permitido 25% trabalhadores.Máximo de uma pessoa para 8 metros quadrados. Distanciamento de dois metros entre clientes. Horário preferencial para grupo de risco.

Pet shops – Lotação máxima de 25% de trabalhadores. Atendimento individual, sob agendamento, tipo pegue e leve.

Bancos e lotéricas – Lotação máxima de 50% trabalhadores. Controle de acesso clientes (senha, agendamento ou sistema similar). Horário preferencial para pessoas pertencentes ao grupo de risco.

Serviços (sindicatos, conselhos, imobiliárias e consultorias) – Reforço teletrabalho/teleatendimento. Lotação máxima de 25% dos trabalhadores. Atendimento individual, sob agendamento.

Fonte: Adamo Bazani para Diário do Transporte

Compartilhe:

Comentários enviados

  1. Adriana Teresinha Rodrigues evangelista

    Eu concordo que salões de festas não tem necessidade tá aberto dentro de condomínios nem mesmo piscinasPois sou chefe de limpeza de condomínio e tenho visto muitos funcionários doente por que os condôminos não respeito a lotação das piscinas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *