Menu fechado

Prefeitura de São Paulo cancela carnaval de rua e mantém desfiles no Sambódromo do Anhembi

Decisão sobre os desfiles ainda será discutida com a Liga e só poderá ocorrer mediante aprovação de protocolos sanitários, apesar de estudo da vigilância municipal recomendar veto para todas as atividades que provoquem aglomeração na cidade.

O prefeito de São PauloRicardo Nunes (MDB), anunciou nesta quinta-feira (6) o cancelamento do carnaval de rua de São Paulo em 2022 por causa do avanço da Covid-19 na cidade, após a chegada da variante ômicron.

Apesar do cancelamento, Nunes manteve os desfiles das escolas de samba de SP no Sambódromo do Anhembi, que devem acontecer nos dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro, se a Liga aceitar os protocolos sanitários que serão determinados.

“Por conta da situação epidemiológica, está cancelado o Carnaval de Rua de SP. Nós vamos sentar com a Liga das Escolas de Samba para combinar um protocolo para a realização dos desfiles no sambódromo. Caso eles aceitem os protocolos, os desfiles serão mantidos”, disse o prefeito Ricardo Nunes.

Segundo o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, os protocolos ainda não foram definidos, mas serão norteados com as exigências da vigilância sanitária da cidade, em parceria com a Liga-SP.

“Nós vamos sentar com a Liga das Escolas de Samba para estabelecer esses protocolos de acordo com as exigências da Vigilância Sanitária. Nossa preocupação não é apenas com os desfiles, mas também com as aglomerações nos ensaios”, afirmou Aparecido.

A decisão do prefeito foi tomada após uma reunião com representantes da Vigilância Sanitária e da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que apresentaram um estudo sobre o comportamento da Covid-19 na cidade nos últimos meses. A partir do estudo, Nunes decidiu cancelar os festejos de rua na cidade.

Fonte: G1

Compartilhe:

Comentários enviados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.