Menu fechado

Prefeitura do Rio prorroga medidas de restrição até o dia 12

Decreto do prefeito Eduardo Paes repete as regras que estavam em vigor há quase um mês. Cidade continua sob alto risco devido ao período do inverno, quando aumentam doenças respiratórias.

A Prefeitura do Rio prorrogou até o dia 12 de julho as medidas de restrição contra a Covid. Segundo o prefeito Eduardo Paes, a cidade continua sob risco alto para a Covid, por causa da chegada do inverno já que os números mostram quedas de internação e de mortes pelo vírus, no Rio.

O secretário de Saúde Daniel Soranz pontuou que o inverno é a estação na qual crescem os casos de doenças respiratórias, como a gripe e a própria Covid. E que manter cidade na categoria de risco alto é uma forma de conscientizar os moradores da necessidades de manter as medidas sanitárias.

Um decreto do prefeito Eduardo Paes (PSD) publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (25), na prática, mantém por mais duas semanas a validade do conjunto de regras apresentado no fim de maio.

Permanecem suspensos:

  • o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança;
  • a realização de festas que necessitem de autorização transitória, em áreas públicas e particulares.

Outras medidas já em vigor

  • Nos bares e restaurantes, a distância entre mesas deve ser de 1,5 metro;
  • Não há mais limite de horário para música ao vivo em bares e restaurantes;
  • Ônibus fretados podem entrar na cidade.

E continua a determinação para que não se formem filas nem aglomerações em:

  • shopping centers, centros comerciais e galerias de lojas;
  • museus e bibliotecas;
  • cinemas e teatros;
  • casas de festas;
  • salões de jogos;
  • circos;
  • áreas de recreação infantil e parques de diversões, temáticos e aquáticos;
  • atrações turísticas;
  • Aquário e jardim zoológico;
  • apresentações, drive-in, feiras, congressos e exposições.

Esses locais devem observar a lotação máxima, somente com público sentado, de 40% em locais fechados e 60% em locais abertos.

Fonte: G1

Compartilhe:

Comentários enviados

  1. Elisabete da Rocha

    Quero saber qual vai ser a atitude dele quanto nossas crianças irem pra escola e a retirada dos cartões de débito escolar ele alimentação

Deixe um comentário para Elisabete da Rocha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *