Menu fechado

Toque de recolher até 15 de junho

O governo da Bahia prorrogou o toque de recolher em todo o estado até o dia 15 de junho. A medida, que tem como objetivo conter a disseminação do novo coronavírus, vai ser publicada em decreto nesta terça-feira (8), na versão on-line do Diário Oficial do Estado (DOE).

Região Metropolitana de Salvador

Na Região Metropolitana de Salvador (RMS), a restrição de locomoção noturna será das 20h às 5h, entre a próxima sexta (11) e segunda-feira (14).

De terça-feira (8) a quinta (10), o toque de recolher permanece das 22h às 5h. A medida vale para os municípios de Camaçari, Candeias, Dias D’Ávila, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Mata de São João, Pojuca, Salvador, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Simões Filho e Vera Cruz.

A circulação dos meios de transporte metropolitanos será suspensa das 22h30 às 5h, de terça-feira (8) a quinta-feira (10). Já de sexta (11) a domingo (13), os meios de transporte metropolitanos não circulam das 20h30 às 5h.

Em cumprimento ao decreto do Governo do Estado da Bahia e às flexibilizações das medidas restritivas na cidade, a CCR Metrô Bahia segue com a operação do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas até 22h30 nesta semana. Até o dia 15 de junho, o metrô funcionará das 5h às 22h30, em todos os dias da semana.

De terça (8) a quinta-feira (10), a circulação de ferry boats será suspensa das 22h30 às 5h. Na sexta-feira (11), os ferrys não circulam das 20h30 às 5h, ficando vedado o funcionamento no sábado (12) e no domingo (13).

As lanchinhas também não devem circular das 22h30 às 5h, de terça (8) a quinta-feira (10). Já entre sexta-feira (11) e domingo (13), as lanchinhas não circulam das 20h30 às 5h, limitada a ocupação ao máximo de 50% da capacidade da embarcação no sábado (12) e domingo (13).

Fonte: G1, CCR Metrô Bahia

Compartilhe:

Comentários enviados

  1. MARCIONILIO NOGUEIRA DOS SANTOS

    Bom seria se as pessoas olhar para essas medidas com preocupacao com suas vidas.o poder publico faz sua parte. Facamos a nossa parte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *